Coronavírus: dúvidas frequentes

Atualizado: Abr 14

Em tempos difíceis como esse somos bombardeados por informações a todo momento. Pensando nisso, trouxemos respostas para dúvidas frequentes sobre o vírus Covid-19 e sua transmissão.


1. Os alimentos são capazes de transmitir o vírus?


No momento, não há evidências de transmissão do coronavírus por meio de alimentos. A transmissão ocorre quando alguém inala gotículas contaminadas ou toca seus olhos, boca ou nariz após entrar em contato com as superfícies infectadas.


"Como o modo de infecção é principalmente respiratório, a chance de pegar COVID-19 a partir dos alimentos é extremamente baixa." Depoimento de Benjamin Chapman, professor e especialista de segurança alimentar da Universidade Estadual da Carolina do Norte.


Fonte: Huffpost Brasil


2. Existe algum alimento que previne a infecção?


Vários estudos mostram que um alimento ou substância isolados não são capazes de reduzir o risco de infecções virais, nem promover o aumento da imunidade.


Recebeu alguma notícia e não consegue achar o autor ou evidências para saber se é verdade ou mentira?

O Ministério da Saúde criou um canal para que você confira a veracidade dessas notícias. Acesse clicando aqui.



3. Posso fazer minha própria máscara?


Pesquisas têm mostrado que a utilização de máscaras caseiras impedem a disseminação de gotículas expelidas do nariz ou da boca do usuário no ambiente, garantindo uma barreira física que vem auxiliando na mudança de comportamento da população e diminuição de casos.


Mas calma! Tem algumas regrinhas básicas para que seu uso seja eficaz e seguro!


  1. É importante que cubra totalmente a boca e o nariz, sem deixar espaços nas laterais

  2. Ter no mínimo 2 camadas de pano

  3. Ser de uso individual (não compartilhar nem com familiares)

  4. Usar no máximo 2h

  5. Lavar as mãos antes de tirá-la


Tecidos recomendados para confecção:

  • Saco de aspirador

  • Cotton (composto de poliéster 55% e algodão 45%)

  • Algodão (como camisetas 100% algodão)

  • Fronhas de tecido antimicrobiano


Quais cuidados devo ter com a máscara?


Para higienização, prepare uma solução de água sanitária e deixe a máscara imersa por 10 minutos.

Refaça essa solução toda vez que for higienizá-la, pois a concentração da solução será reduzida por evaporação e, consequentemente, sua eficácia.


Em seguida lave com água corrente e sabão. Deixe secar e não a utilize enquanto estiver úmida.

Descarte a máscara sempre que apresentar sinais de desgaste ou funcionalidade comprometida.

E lembre-se: a utilização da máscara não dispensa outras medidas de prevenção como a lavagem frequente das mãos, distanciamento social e a etiqueta respiratória (cobrir a boca e nariz quando tossir ou espirrar).

Fonte: Ministério da Saúde do Brasil


4. É melhor usar álcool em gel ou líquido nas mãos?


"Não há diferença na eficácia das duas fórmulas. O álcool em gel é mais adequado para aplicação sobre a pele, pois apresenta uma textura mais agradável e sua aceitação pelos usuários é maior.


Já o álcool líquido, escorre mais facilmente quando aplicado sobre a pele, o que poderia induzir menor eficácia. Entretanto, é ótimo para a limpeza de superfícies e costumam ser mais baratos que o em gel."


Afirma o professor da Faculdade de Farmácia da UFMG, Márcio de Matos Coelho, em entrevista dada para o Jornal Estado de Minas.

5. Quanto tempo o vírus sobrevive nas superfícies?


Pesquisas iniciais publicadas pelo “New England Journal of Medicine”, mostram que o vírus pode sobreviver por aproximadamente:


72 horas - Aço inoxidável

72 horas - Plástico

24 horas - Papelão

4 horas - Cobre

3 horas - Gotículas suspensas no ar


Fonte: Correio Braziliense

6. Preciso utilizar somente álcool para desinfetar superfícies? Claro que não! Devido à alta demanda de álcool 70%, os preços deste produto estão exorbitantes, porém há alternativas que não deixam a desejar, como por exemplo:

  • Água sanitária (hipoclorito de sódio 0,1%)

  • Desinfetantes domésticos

  • Água oxigenada (0,5%)

Siga as instruções do fabricante para a aplicação, respeitando o tempo de contato e permitindo ventilação adequada durante e após a aplicação.

Mantenha os produtos fechados e longe da exposição solar para não perderem sua ação. Use luvas descartáveis ​​ao limpar e desinfetar superfícies. Se forem usadas luvas reutilizáveis, essas luvas devem ser dedicadas exclusivamente à limpeza e desinfecção de superfícies do COVID-19 e não devem ser usadas para outros fins.

Fonte: BBC Brasil


©2019 by Consea Jr.. Proudly created with Wix.com